Entrevista exclusiva com Brendan Reilly, a voz de “Moving Mountains”


Depois da chegada do “Caracal”, vários cantores presentes no álbum ganharam mais reconhecimento pela mídia graças ao Disclosure, e entre eles está Brendan Reilly, o cantor londrino de Jazz que emprestou seus vocais para a faixa “Moving Mountains”. Nós da Disclosure Brasil mantivemos contato com o mesmo e fizemos uma entrevista exclusiva com o cantor, com uma série de perguntas relacionadas tanto ao seu encontro com o Disclosure como sua vida profissional. Confiram-na:


DBR: Nós ficamos sabendo que Howard estava ouvindo a Jazz FM à procura de uma voz específica para a 13º faixa do disco e lhe encontrou. Como os irmãos Lawrence mantiveram contato com você para participar do álbum?
Não foi tão específico assim, até onde eu sei. Howard é um fã de Jazz e às vezes ouve a Jazz FM, ele já ouviu algumas músicas do meu álbum, e conseguiu meu número através de amigos em comum. Eles trabalharam com muitas pessoas para o “Caracal”, nunca foi de certeza que “Moving Mountains” faria parte do álbum, mas eles gostaram do que criamos no estúdio e felizmente a faixa acabou sendo inclusa na versão deluxe!
DBR: Você já conhecia o trabalho do Disclosure antes de ser convidado por eles?
Sim, eu tenho sido um grande fã desde que começaram a lançar músicas. Eles são os produtores musicais mais emocionantes da música atual. Foi um sonho que se tornou realidade ter a oportunidade de trabalhar com eles!
DBR: E qual foi sua reação ao saber que o duo lhe escolheu para fazer parte do “Caracal”?
Eu soube quando tocou (Moving Mountains) na BBC Radio 1. Eu estava numa festa e meu Twitter começou a enlouquecer - eu me senti como uma criança na manhã de Natal, foi eufórico.

DBR: Agora falando apenas sobre você. Nós ouvimos seu EP “The Louche Life” e adoramos! Nossa preferida dele é “Higher”. Mas como está indo o andamento do seu primeiro álbum, “The Life of Reilly”? Soubemos que ele sairá em janeiro de 2016.
Muito obrigado. O álbum está acabado e pronto pra ser lançado, e mal posso esperar para compartilhá-lo com o mundo! Eu mesmo o produzi, ou seja, deu muito trabalho, mas estou determinado em prepar o lançamento para janeiro de 2016. Fevereiro no máximo.


DBR: Além do Disclosure, você trabalhou com Florence + The Machine, Duffy, Rita Ora e também com o essess. Como é para você fazer parte de um estilo musical que não seja Jazz, como o House Music?
Eu amo o meu trabalho. Eu amo cantar e amo todos os tipos de música; variedade é a especiaria da vida! Meu conhecimento e treinamento é no Jazz, mas eu também faço muita coisa no Soul, R&B e no mundo do Dance Music. Eu gosto de misturar todos eles. No fim das contas, eu penso que qualquer música é uma música boa, independente do gênero, e eu estou feliz em trabalhar em qualquer coisa que seja de alta qualidade.

DBR: Você tem planos de vir ao Brasil?
Ir ao Brasil é um dos meus sonhos, eu não tenho planos mas provavelmente 2016 será o ano em que eu finalmente irei para o seu maravilhoso país com o Disclosure ou com o meu próprio álbum! Eu até tento cantar uma música Bossa Nova em Português no meu álbum... eu espero que o meu acento esteja ok!
DBR: Foi um imenso prazer entrevistarmos você, Brendan! A equipe do Disclosure Brasil e todos os fãs brasileiros te desejam sucesso na sua carreira!
Obrigado! Aproveitem o “Caracal”!


The Louche Life - EP” está disponível no iTunes/Google Play/Amazon.





Brendan Reilly
Compartilhar no Google Plus

Sobre João Paulo Silva

Webmaster da Disclosure Brasil, 18 anos, Manaus - AM. Já tinha ouvido “Latch” anteriormente, porém apenas tomou total interesse no duo quando o viu se apresentar no Brit Awards 2014, ao lado de Lorde e AlunaGeorge.
    Blogger Comment

2 comentários:

  1. tem só um errinho, eu acho, "espero que o meu acento esteja ok!” não seria sotaque :D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nessa parte ele quis dizer que não sabia se o acento no "Português" estava certo. Mas obrigado pelo aviso!

      Excluir